segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Pequeno Mapa do Tempo

Belchior

Eu tenho medo e medo está por fora
O medo anda por dentro do teu coração
Eu tenho medo de que chegue a hora
Em que eu precise entrar no avião

Eu tenho medo de abrir a porta
Que dá pro sertão da minha solidão
Apertar o botão: cidade morta
Placa torta indicando a contramão
Faca de ponta e meu punhal que corta
E o fantasma escondido no porão

Medo, medo. medo, medo, medo, medo

Eu tenho medo que Belo Horizonte
Eu tenho medo que Minas Gerais
Eu tenho medo que Natal, Vitória
Eu tenho medo Goiânia, Goiás

Eu tenho medo Salvador, Bahia
Eu tenho medo Belém do Pará
Eu tenho medo pai, filho, Espírito Santo, São Paulo
Eu tenho medo eu tenho C eu digo A

Eu tenho medo um Rio, um Porto Alegre, um Recife
Eu tenho medo Paraíba, medo Paranapá
Eu tenho medo Estrela do Norte, paixão, morte é certeza
Medo Fortaleza, medo Ceará

Medo, medo. medo, medo, medo, medo

Eu tenho medo e já aconteceu
Eu tenho medo e inda está por vir
Morre o meu medo e isto não é segredo

Eu mando buscar outro lá no Piauí
Medo, o meu boi morreu, o que será de mim?
Manda buscar outro, maninha, no Piauí

Ouça-a:

Nota: Antônio Carlos Gomes Belchior Fontenelle Fernandes nasceu em Sobral, cidade interiorana do Ceará, em 26 de Outubro de 1946. Foi programador de radio em Sobral, e em Fortaleza CE começou a dedicar-se a musica, após abandonar o curso de medicina. Ligou-se a um grupo de jovens compositores e músicos – Fagner, Ednardo, Rodger, Teti, Cirino e outros – conhecidos como o Pessoal do Ceara. Em 1971, quando se mudou para o Rio de Janeiro RJ, venceu o IV Festival Universitário da MPB, com a musica Na hora do almoço, cantada por Jorge Melo e Jorge Teles, com a qual estreou como cantor em disco, um compacto da etiqueta Copacabana. Em 2009 sumiu do mapa, mas reapareceu logo em seguida...

4 comentários:

  1. um dos meus orgulhos de ser cearense!

    ResponderExcluir
  2. Belchior é um dos maiores gênios desse país, muito pouco reconhecido.

    Sujeito de sorte...

    ResponderExcluir
  3. tenho medo de ter medo.
    ás vezes apavora, mas controlo-me.
    Adorei aqui.

    ResponderExcluir
  4. eu amo, amo esse homem. amo essa mente genial, meu mestre, grande mestre compositor e interprete. e que música! que obra!
    amei

    ResponderExcluir